*** O QUE POUCOS SABEM E MUITOS DESCONHECEM - HÁ 5 ANOS CONTANDO LENDAS DO COTIDIANO DE NOVA VENÉCIA ***

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A Mão Peluda

A muitos anos em Nova Venécia ocorriam os mais estranhos e inesplicáveis assassinatos. Várias pessoas apareciam mortas por estrangulamento sem outras marcas mais que as do pescoço. Cinco marcas que pareciam produzidos por cinco plumas de ferro.

Um dia fui convidado por um nobre amigo que vivia às proximidades da Fazenda Santa Rita (foto), era fanático por armas e me mostrava sua coleção quando de repente vi uma mão humana, negra, ressecada e cheia de pêlos horríveis, com as unhas amareladas. Quando lhe perguntei onde ele tinha conseguido aquela mão me disse: "- Era do meu melhor inimigo, a cortei com um golpe e a coloquei para secar durante oito dias, sempre quer fugir e por isso está acorrentada."

Os crimes continuaram acontecendo e um dia fui acordado pelo meu irmão que me dizia que meu nobre amigo tinha sido assassinado pela noite. Entrando na sua casa vi o cadáver rendido por espadas, tudo indicava que tinha sido uma luta terrível, e seu pescoço apresentava as cinco marcas descritas anteriormente. Dominado pelo medo corri até a sala onde tinha visto a mão peluda e não estava.

Vários meses depois do crime, tinha o mesmo pesadelo: a horrível mão corria por toda a minha casa como uma aranha, e com grande velocidade se movia subindo nas cortinas e paredes.

A mão foi encontrada sobre a tumba do meu nobre amigo, ainda hoje dizem que ela aparece cometendo vários crimes.

4 comentários: